10 livros essenciais da literatura brasileira

10 livros essenciais brasileiros

O Brasil é o quinto maior país do mundo, com 104,7 milhões de leitores, 56 por cento da população. No Brasil, o número de leitores regulares cresceu 6% entre 2011 e 2015.

A literatura brasileira tem sua história dividida em duas grandes épocas,
que acompanham a evolução política e econômica do país: a Era Colonial e a Era Nacional, separadas por um período de transição, que corresponde à
emancipação política do Brasil. As eras representam subdivisões chamadas
escolas literárias ou estilos de época.
Os temas mais presentes na literatura brasileira contemporânea são a vida urbana em geral e os problemas gerados: violência, solidão e questões políticas.

Fizemos uma seleção de 10 livros essenciais da literatura brasileira, se você estiver interessado nestas obras você pode ler os livros online ou baixar os livros em pdf , se você quiser ler online gratis ou baixar os livros completos em pdf, recomendamos que você visite este artigo https://max5.com.br/livros-online-gratis-epub-pdf-ebooks/ eles têm uma coleção de sites onde você pode ler online e baixar livros em pdf gratis.

O coleccionador do Rubem Fonseca.

Rubem Fonseca (11 de maio de 1925) é escritor e roteirista brasileiro.
«Adeus, machete, adeus, adaga, meu rifle, meu Colt Cobra, adeus, meu Magnum, hoje será o último dia em que os usarei. Eu beijo o meu machete. Voarei pessoas, terei prestígio, não serei mais apenas o louco do Magnum. Nem vou sair pelo parque do Flamengo olhando as árvores, os troncos, a raiz, as folhas, escolhendo a árvore que eu gostaria de ter, que eu sempre quis ter, um pedaço de terra. Eu os vi crescer no parque e fiquei feliz quando chovia e a terra encharcada, as folhas lavadas pela chuva, o vento balançando os galhos enquanto os carros dos canalhas passavam rápido sem olhar para os lados. Já não perco tempo com sonhos.

Pastores Nocturnos de Jorge Amado

Personagens singulares habitam as noites de San Salvador da Bahia, a cidade mais fascinante do Brasil: de Cabo Martim, infeliz em seu casamento, a Tibéria, a sábia padroeira do mais prestigiado bordel do lugar, sem esquecer Beatriz, a famosa escritora de cartas. Em meio a delírios de amor, uivos de paixão e longas conversas de homens diante de um bom vinho, os homens e mulheres de Amado celebram aqui a fragilidade dos seres humanos, que se reconhecem na mais absoluta e terna imperfeição. Jorge Amado foi um dos maiores escritores de nosso tempo, que espalhou o mito brasileiro nos cinco continentes e em todas as línguas modernas. Mario Vargas Llosa

O calor das coisas e outras histórias de Nelida Piñon

A problemática que aflige o indivíduo como trajetória particular de interesses afetivos e sua posterior determinação das relações sociais tem sido o eixo temático da narrativa de Nélida Piñon (Brasil, 1930), presidente da Academia Brasileira de Letras e Prêmio Juan Rulfo de Literatura da América Latina e Caribe. Os protagonistas destas histórias são seres que estão basicamente perturbados pela sua própria consciência, e, por vezes, a reflexão cuidadosa torna-se uma parte crucial da narrativa.

O Alquimista de Paulo Coelho

O Alquimista encontrou seguidores dedicados em todo o mundo. Publicado em mais de 170 países, é um dos romances mais traduzidos do mundo (80 idiomas) e fez de Paulo Coelho um dos autores mais lidos da história. Poderosa, simples, sábia e inspiradora, esta é a história de Santiago, um jovem pastor andaluz que viaja de sua terra natal até o deserto egípcio em busca de um tesouro escondido nas pirâmides. Ninguém sabe o que contém o tesouro, nem se Santiago será capaz de superar os obstáculos da estrada. Mas o que começa como uma viagem em busca de riqueza torna-se uma descoberta do tesouro interior.

Um copo de cólera de Raduan Nassar

As explosões violentas -sofocadas por momentos intensos de paixão e arrebatamento amoroso- são detonadas pelo encontro de duas personalidades fortes e dominantes. Ele tenta subjugar sua parceira, subjugá-la através de uma contínua violência verbal que busca enterrar a ferida apenas nas fendas das feridas mais profundas de sua parceira; atraí-la da vulnerabilidade; erguer um templo no qual ele se torne o centro de adoração. Mas ela é demasiado esperta para isso. Forte de temperamento, profunda de emoções, ela sempre tem a frase precisa para parar os estupros de seu amante.

A barba encharcada de sangue do Daniel Galera.

Antes de cometer suicídio, um homem conta ao filho a verdade sobre seu avô, ou pelo menos a verdade como ele a conhece: foi assassinado pelos moradores de uma pequena cidade costeira atlântica chamada Garopaba, durante um baile de domingo em um salão comunitário. A luz se apagou de repente, e quando voltou o gaúcho já estava deitado no meio da sala, cercado por uma piscina de sangue. Ou assim dizem eles.

Vencedor do prestigiado Prêmio São Paulo de Literatura.

Do Gado e dos Homens de Ana Paula Maia

Edgar Wilson trabalha num matadouro como atordoador; está encarregado de dar aos animais o golpe que os deixa inconscientes antes de serem cortados e abatidos. Edgar faz o seu trabalho com perícia, não faz sofrer os animais, porque endurece a carne, mas também porque é um homem compassivo. Uma manhã, o misterioso desaparecimento de um grupo de vacas surpreende Edgar e os trabalhadores do matadouro enquanto o dono está fora, forçando-os a suspender suas tarefas e iniciar a busca. O que a princípio parece ser um roubo acaba sendo um suicídio coletivo, algo difícil de acreditar porque os animais simplesmente não cometem suicídio.

As Três Mortes de K por Bernardo Kucinski

«Tudo neste livro é invenção, embora quase tudo tenha acontecido.» O desaparecimento de sua filha leva K. a uma busca incessante para descobrir seu paradeiro durante a ditadura militar brasileira de Ernesto Geisel. Sua investigação também o levará a confrontar seus sentimentos de culpa e descobrir a identidade militante de sua filha. Esta é a história de um dos milhares de desaparecimentos ocorridos em grande parte da América do Sul durante as décadas de 1960 e 1970, uma das consequências mais brutais da política americana durante a Guerra Fria, em sua «luta» contra o comunismo.

Fim de Fernanda Torres

Cinco jovens se encontram nas praias do Rio de Janeiro. Eles vão compartilhar carnavais e festas cheias de sexo, drogas e álcool durante a explosão dos anos 60 e 70. Eles testemunharão a transformação radical de um país que mudará para sempre os seus costumes e valores. Um período que significará separações, excessos e arrependimentos para esses amigos.

Esquilos de Pavlov por Laura Erber

Ciprian é um artista que cresceu na Roménia pouco antes da queda do Muro. Em sua juventude ele entra fortuitamente no mundo da arte e depois no mundo das bolsas de estudo e residências artísticas da Europa Ocidental. Naquela época ele conheceu Pavlov, que pregava o abandono de todas as convenções do artista contemporâneo, levando Cipriano a se afastar do mundo das residências e bolsas de estudo para se estabelecer em Paris. O que se segue é um questionamento hilariante do status do artista contemporâneo que luta entre nutrir seu ego ou romper com os moldes impostos pelo sistema artístico.